• Foto Caio Mattos/Honda

Honda CB 500X - Teste


A história da família CB começa em 1980, com a CB 400, que se tornou um dos maiores sucessos de vendas da marca japonesa. Alguns anos depois, o modelo evoluiu e em 1986 ganhou uma série limitada, a CB 450E Nelson Piquet, homenageando o grande piloto da Fórmula 1, tricampeão, que na época conquistou o título com o motor da Honda. Três anos depois a fábrica lançou a CBR 450 SR, com carenagem, suspensão traseira com sistema Pro-Link, pedaleiras recuadas e guidão mais baixo, modelo que buscava maior esportividade. Nos anos 1990, o destaque foi o modelo CB 500, primeiro na geração das 500 cilindradas e que permaneceu no topo por muitos anos, até a produção ser cancelada, em 2005. Oito anos depois, em 2013, a Honda decidiu reviver a linha e novamente a CB 500 foi disponibilizada no mercado nacional, dessa vez em três versões: naked (F), esportiva (R) e trail (X). Em 2018, a linha passou por uma importante atualização e ganhou mais tecnologia. E agora para 2020, saiu de linha a versão “R”, e “F” e "X" receberam mudanças significativas. Voltando à CB 500F, suas linhas são modernas e agressivas, e apresenta novo sistema óptico e novas entradas de ar abaixo do tanque de combustível, que teve seu volume aumentado para 17,1 litros e ganhou novo design, para acomodar melhor as pernas do piloto. O guidão também é novo, com o centro mais grosso e as extremidades mais finas, com o intuito de transmitir mais confiança durante a condução, além de maior resistência. O novo farol dianteiro ganhou nova moldura (carenagem) e a iluminação é Full LED. O novo painel de instrumentos blackout em LCD apresenta acabamento mais luxuoso e fornece diversas informações, inclusive a marcha engatada. O chassi é do tipo "diamond", construído em aço cromo-molibdênio. O motor é praticamente o mesmo da versão anterior, bicilíndrico, de 471 cilindradas, DOHC, com refrigeração líquida, injeção eletrônica PGM-FI e câmbio de 6 velocidades. A embreagem é deslizante, que fera trocas de marcha mais suaves e evita o travamento da roda traseira em redução de marcha severa. Vale pontuar que as manetes de embreagem e freio são reguláveis, aumentando o conforto e desempenho. O sistema de escapamento é do tipo 2 em 1, com design moderno e esportivo do silencioso.

O conjunto de suspensões é formado por garfo telescópico na posição convencional (bem que poderia ser invertido) com 120 mm de curso e sistema Pro-Link na traseira e amortecedor que geram 119 mm de curso da roda. Para parar esta motocicleta, sistema de freios com disco único flutuante de 320 mm de diâmetro na frente e disco traseiro de 240 mm, ambos com ABS. Há também o sistema de alerta de frenagem ESS (Emergency Signal Stop), que em uma frenagem de emergência, o pisca-alerta é acionado automaticamente.

O peso (seco) informado pela fábrica é 176 kg. Oferecida nas cores laranja metálico, vermelho perolizado e prata metálico, o preço sugerido (sem frete) é 26.900 reais. A garantia é de três anos, com o Honda Assistance.

COMPORTAMENTO - Ao ver a motocicleta, de cara você nota que ela é compacta, nem parece uma motocicleta de 500 cilindradas, e sim um modelo de 300 cc. As novas linhas, desde a dianteira, com a nova carenagem do farol e o novo tanque de combustível com maior capacidade, deixaram a CB moderna e ao mesmo tempo com o visual mais agressivo. O novo painel de instrumentos também é compacto e bonito, combinando com o resto da motocicleta, e oferece fácil leitura.

Ela é confortável, com bom posicionamento, graças a altura do guidão, associado ao assento e pedaleiras. A postura pouco inclinada favorece em viagens mais longas. A distância do assento para o solo favorece pilotos de menor estatura, assim como permite maior controle da motocicleta. O conjunto é compacto, leve e estreito, tornando a pilotagem fácil e controlável. E também está mais ágil, proporcionando mudanças de direção rápidas e precisas. Você vai realizar curvas de maior inclinação com muita segurança, pois a nova CB 500F é bem estável e seus bons pneus, com bom grip, permitem realizar curvas aumentam a tranquilidade. Eu ealmente fiquei impressionado com o comportamento em curvas longas de maior velocidade. Isso ficou claro na subida (retorno) para Campos do Jordão, onde conseguimos realmente aproveitar toda a performance do modelo, confiando totalmente no comportamento do conjunto integral. O motor também impressionou, apresentando boas respostas em todas as rotações e passando a impressão de ser mais forte do que a versão anterior, desde que você mantenha os giros mais altos. Nas curvas em subida, atingimos velocidades superiores a 120 km/h com muita tranquilidade. A entrega de potência é linear, progressiva, e também valente, aceitando ser mais exigido, e confiável. Os pilotos mais experientes vão conseguir tirar tudo o que ele pode oferecer e tornar a pilotagem bem agressiva. A nova embreagem deslizante realmente faz a diferença na pilotagem, oferecendo mudanças de marchas mais leves e suaves sem esforço no acionamento da alavanca. E diante de tantas curvas fechadas no trajeto selecionado pela Honda, ela realmente minimizou o travamento da roda traseira nas bruscas reduções de marcha. As suspensões também se comportou bem, copiando as imperfeições do asfalto e oferecendo controle e estabilidade em qualquer tipo de pilotagem. A dianteira mergulha de forma adequada nas frenagens e a traseira se mostrou firme. Contudo, não tivemos a oportunidade de testar o comportamento do conjunto com garupa. De qualquer forma, as suspensões da CB 500F cumpriram o seu papel, tornando a pilotagem mais na mão.

Outro item que chamou a atenção foi o sistema de freios, eficiente e não exigindo esforço no acionamento. Ele passa a confiança necessária para manter altas velocidades antes de chegarem as curvas fechadas. Como aceleramos em rodovias recheadas de curvas, os freios foram muito acionados, mas mantiveram sempre boa performance. Neste teste, o consumo médio foi de 30 km/l! Bem, chegamos ao final de mais uma missão. A CB 500F 2020 surpreendeu pelo seu pacote. É compacta, leve, ágil e forte, com grande acabamento, visual moderno e esportivo, ótimo consumo e preço acessível. Opção ideal para aqueles que desejam entrar no mundo das motocicletas de grande cilindradas, com certeza veremos a continuidade do sucesso do modelo. Realmente a nova CB 500F atende todos os requisitos e está ao alcance de muitos. ESPECIFICAÇÕES Motor: bicilíndrico, DOHC, refrigeração líquida Cilindrada: 471 cc Alimentação: injeção eletrônica PGM-FI Transmissão: 6 velocidades Chassi: tipo Diamond Distância do assento: 789 mm Suspensão dianteira: garfo telescópico convencional, 120 mm de curso Suspensão traseira: monoamortecedor, Pro-Link, 119 mm de curso Freio dianteiro: disco flutuante, 320 mm de diâmetro, ABS Freio traseiro: disco, 240 mm de diâmetro, ABS Potência: 50,4 cv a 8.500 rpm Torque: 4,55 kgfm a 6.500 rpm Tanque: 17,1 L Peso (seco): 176 kg