• Motoaction

Dafra - Mais um scooter SYM


Confirmando seu legado no mercado de scooters, a Dafra - que apresentou seu primeiro modelo em 2008 e que desde então contribui de forma importante para o crescimento e desenvolvimento desse mercado - apresenta agora o modelo Cruisym 150 para participar do segmento entre 150cc e 200cc, responsável por mais de 60% das vendas dos scooters no Brasil. Desenvolvido em parceria com a taiwanesa SYM, o Cruisym 150 chega para concorrer de forma bastante competitiva num mercado cada vez mais disputado e apresenta como principais características o design moderno, com luzes de posição e lanternas em LED, painel digital completo e carregador USB, que dispensa o uso de adaptadores para utilização de smartphones. Como item de comodidade o Cruisym 150 conta com porta objetos de 18 litros sob o assento, comportando um capacete fechado. O modelo possui também gancho abaixo do guidão, que em conjunto com seu assoalho tipo plataforma contribuem significativamente para o transporte diário de objetos. O assoalho também proporciona acesso mais fácil para subir e descer do scooter. Responsáveis pelo conforto e dirigibilidade, o Cruisym 150 possui rodas de 14 polegadas e suspensões recalibradas para melhor se adaptar às características do mercado brasileiro, além de assento em dois níveis com espuma de densidade que proporciona um perfeito equilíbrio entre firmeza e maciez. Nesse conjunto destaca-se um motor monocilíndrico de 149,6cm³ de refrigeração líquida, que gera 12,5 cv de potência e 1,22 kgf.m de torque, importantes para o bom desempenho do modelo. A boa performance também pode ser atestada pelos potentes freios a disco nas duas rodas, com sistema de frenagem CBS de acionamento hidráulico. Disponível nas cores preto fosco, vermelho metálico e branco, o Cruisym 150 chega ao mercado com preço público sugerido de R$ 14.490 com frete incluso e estará disponível nas concessionárias Dafra no início de agosto. Para José Ricardo Siqueira, gerente nacional de marcas da Dafra, “o Cruisym 150 permite que a Dafra volte a participar de forma muito expressiva na maior fatia do mercado de scooters, tão importante para ampliar as vendas das nossas concessionárias, além de permitir que a marca também chegue em regiões onde atualmente não participa com seus scooters de maior cilindrada”.