• Motoaction

MotoGP 2021 - Novidades nas motocicletas




Neste fim de semana acontece a abertura da MotoGP no Qatar, mas antes de chegar até aqui, testes foram realizados e um dos aspectos mais interessantes dos testes de pré-temporada é ver no que os diferentes fabricantes têm trabalhado arduamente durante o inverno. Novas tecnologias estão sendo lançadas o tempo todo no MotoGP e 2021 não é exceção, pois vimos muitas peças novas sendo testadas no Teste Oficial do Qatar.


Então, vamos dar uma olhada nas peças significativas que cada fabricante trouxe para a mesa antes da primeira rodada sob as luzes.


DUCATI

Os reis da inovação do MotoGP. Nos últimos anos, a Ducati liderou o caminho trazendo novas e inéditas adições à pista. 2021 viu a fábrica de Bolonha revelar mais algumas criações, a mais notável sendo seu novo aero frontal. Esta é uma mudança bastante significativa e algo que nunca vimos antes, parece que é mais do que apenas um 'winglet'.


Não sabemos com certeza, mas a Ducati pode estar procurando arrumar o fluxo de ar para aumentar a velocidade máxima e criar mais aderência nas curvas. É uma atualização muito interessante e o que sabemos com certeza é que Gigi Dall’Igna e Ducati continuam a flexionar seus músculos no departamento aerodinâmico.


Em outro lugar, a famosa ‘caixa de salada’ tem um formato diferente. Então, como vimos com Aprilia, Honda, KTM e Suzuki, um dispositivo holeshot frontal foi testado intensamente no Qatar.



KTM

A maior mudança visual do fabricante austríaco é a nova unidade do assento. Dani Pedrosa testou-o exaustivamente no Qatar, enquanto os outros pilotos experimentaram uma nova carenagem. É mais fino na parte superior com - aparentemente - mais alguns "dentes de tubarão" entalhados.



HONDA

Os gigantes japoneses trouxeram três chassis diferentes para o Teste do Qatar: um 'padrão 2020', um com carbono ligado ao quadro e um completamente novo - visto em Jerez com Stefan Bradl no início de 2021. Novo aerodinâmico - visto pela primeira vez no Misano Test no ano passado - foi testado por Bradl e Takaaki Nakagami (LCR Honda) nos primeiros dias também.



SUZUKI

Um dos principais pontos de discussão dos Campeões do Mundo é que o piloto de testes Sylvain Guintoli, Joan Mir e Alex Rins deram uma corrida ao motor 2022. Guintoli e Rins disseram que é uma melhora acentuada. Um novo chassi também estava sendo usado, assim como um novo braço oscilante, com o chefe da equipe de Mir, Frankie Carchedi, explicando no Twitter que eles tinham "muitas outras peças novas e emocionantes" para experimentar.


YAMAHA

Os pilotos da Yamaha têm testado um novo chassis, com Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT) a dizer que encontrou um pouco mais de velocidade máxima com “muitas pequenas peças” a ser experimentadas. Todos os quatro pilotos confirmaram que testaram o novo chassi e, pelo que parece, ele será usado - pelo menos no início - em 2021. Além disso, um novo para-lama foi testado. Isso deve ajudar nas corridas em grupo, algo que a Yamaha lutou para fazer em 2020, então veremos se isso tem algum efeito no fim de semana da corrida no Qatar.


Fonte: motogp.com